Postagens

Mostrando postagens de 2009

O Jogo da Vida!

Durante esse jogo aprendi por diversas vezes a lidar com as mudanças e as tristezas. Por muitas vezes ouvia falar que a vida era um eterno recomeço, mas no meu caso o recomeçar havia se tornado uma palavra cotidiana. Recomecei quando fui morar no Equador, recomecei quando me vi sozinha lá, recomecei quando voltei ao Brasil. Já está se tornando uma história interessante...


Na sexta feira, foi um novo recomeçar, alguns acompanharam minha aventura laboral, e dela, fiz uma nova história, e consegui começar minha adaptação no Brasil. Mas tenho que começar uma nova história, e para isso, sempre é necessário finalizar um capitulo. E foi o que fiz.... recomeçar de novo, e again e again...

O jogo do recomeçar sempre envolve dores, sempre envolve perdas, mas as perdas são muito pequenas em relação aos ganhos... mas que difícil entender a situação.

No começo é assim: tudo começa como uma grande bola de neve, a dor fica grande, porque só vemos a dor.... depois ela vai se transformando.... nunca…

Lua de Cristal

MUSICA PARA RELAXAR... enquanto lê!

Há alguns meses atrás fui introduzida ao universo da Energia, nao tinha conhecimento de como ele funcionava, mas a vida me deparou com enormes mudanças, e agora, depois de ter aberto a porta do Infinito e da consciência de como as coisas e situaçoes fluem, posso observar como expectadora o movimento do ir e vir.


A energia é assim: no momento que vocë se conecta, ela fica. Aí basta mudar o movimento, e ela muda também, é tao simples, mas só agora estou aprendendo a usar.

Caminhar com consciëncia é impressionante, porque as coisas passam ter mais sentido. E a roda da vida, e o tempo, tudo ao seu exato momento, ficam mais evidentes. Só basta ter paciëncia de esperar o segundo correto. Tudo flue. Náo é necessário apressá-lo.

E esse fluir também está relacionado com a Energia das coisas. Agora tenho certeza que a Lei do Segredo funciona, e ela é a prova que devemos colocar o nosso pensamento em movimento, e sonhar, e desejar... que o que é nosso virá se…

El ciclo de las rosas- Español

Las rosas no hablan, pero las rosas exhalan, ya decía el poeta…. Cada momento especial, siempre era marcado por un bouquet de rosas, lo que lo tornaba aun más mágico. Había su magia, así como la vida también la tenía. Después, vine a saber que las rosas tienen su propio significado, lo que representa la Rosa es lo que representa nuestro eterno existir. Renacimiento espiritual y la evolución de nuestra propia alma, tornándose siempre el inicio de un nuevo ciclo de vida.

Y así, mis momentos más especiales fueron marcados por un nuevo camino trillado, todos certificados por un lindo jardín de rosas.

Comencé a reflexionar sobre la vida y los ciclos. Y como cada paso mío tenía relación con el ciclo de una flor. Germinar, florecer y morir. Y aquella flor daría vida a otra flor, y así, el jardín siempre estaría allá, rosa (como la flor) y verde (como el jardín).

A veces intentamos acelerar el tiempo, pero nos olvidamos que siempre hay tiempo para todo, pero ese todo siempre ocurre en el p…

O ciclo das rosas

As rosas não falam, mas as rosas exalam, já dizia o poeta... Cada momento especial, sempre era marcado por um buquê de rosas, o que o tornava ainda mais mágico. Tinha sua magia, assim como a vida também tem. Depois vim a saber que as rosas tem seu próprio significado, o que representa a Rosa é o que representa nosso eterno existir. Renascimento espiritual e a evolução da nossa própria alma, tornando sempre o início de um novo ciclo de vida.


E assim, meus momentos mais especiais foram marcados por um novo caminho trilhado, todos certificados por um lindo jardim de rosas.

Comecei a refletir sobre a vida e os ciclos. E como cada passo meu tinha relação com o ciclo de uma flor. Germinar, florescer e morrer. E aquela flor daria vida a uma outra flor, e assim o jardim sempre estaria lá, rosa (como a flor) e verde (como o jardim).

Às vezes tentamos acelerar o tempo, mas esquecemos que sempre há tempo para tudo, mas esse tudo sempre acontece no próprio tempo, há tempo natural para todas as …

Déjeme brillar como el sol.... pero que esa luz no ciegue a nadie....Español!

Passerá Il DivoMe gustaría que mis palabras cambiaran mis pensamientos. Pero muchas veces sé que no es posible. Aun estoy trabajando con la rabia, la angustia y la nostalgia. Y confiaba plenamente que esas emociones con el tiempo se disiparían… o mejor…así pensaba… puro engaño, porque si no fuera entendida, así como estoy haciendo ahora, ellas regresarían un día, tal vez en otro escenario, con otros personajes, pero lo harían…

Algunos me decían, la forma que ves la vida, es lo que atraes para ella. Pero para ello, necesitaba creer en el fondo del corazón, y no de forma mascarada. En el día exacto que empecé a despertar, en ese día, empezó una nueva batalla. Afrontar las personas que creían que yo no debería .... Algunos creían que yo debería seguir en el dolor, a ver la vida de forma pequeña, cuadrada, para esas personas, la vida no era eterna.

La nueva batalla fue instalada, ya que mi historia era un acumulo de momentos en que dependía siempre del juicio de los demás. Y seguía hacie…

Deixe-me brilhar como um sol... mas que essa luz não cegue a ninguém...

Passerá- Il Divo

Gostaria que as minhas palavras mudassem meus pensamentos. Mas muitas vezes sei que não é possível. Ainda tenho trabalhado com a raiva, a angústia e a nostalgia. E confiava plenamente que essas emoções com o tempo se dissipariam... ou melhor, assim pensava... mas se não fosse entendida, assim como estou fazendo agora, elas voltariam um dia, talvez em um outro cenário, com outros personagens, mas o fariam.
Alguns me diziam, a forma que você vê a vida, é o que você atrai para ela. Mas para isso, precisava crer no fundo do coração, e não de forma mascarada.
No dia exato que comecei a me levantar, nesse dia, começou uma nova batalha. Enfrentar as pessoas que achavam que eu não deveria. Alguns acreditavam que eu deveria continuar na dor, a ver a vida de forma pequena, quadrada, para essa pessoas, a vida não era eterna.
A nova batalha foi instalada, já que minha historia era um acúmulo de momentos em que dependia do julgamento dos demais. E continuava fazendo. Então comec…

Sou apenas uma....

"Você vai dar conta de começar uma nova história agora?" Essa frase ressoou na minha cabeça durante dias... foi lançada ao ar, e impactou. A resposta foi o silêncio. Mas sentia que ela chegaria com o tempo. Afinal, tudo ao seu momento, certo e exato. Forte e avassalador, assim seria o sentimento quando ele chegasse.


A pergunta se referia a um novo amor. Já que a historia de uma pessoa não necessariamente está relacionada com o Outro. Mas para as outras pessoas, sempre está. E para mim, também estava? De repente, eram resquícios de um passado meu que gostava do conflito e da dependência. E por isso que por dias e noites a pergunta não saia do meu pensamento.

De tão intenso, eu sonhei. Sonhei que alguém me dizia, espere o momento certo, pois ele chegará. Você não ficará sozinha. Ao despertar, mais ansiedade. Já que segundo o sonho, chegaria logo. Teria que estar preparada.... ou olhar ao lado e procurar? Que sensação difícil.

E isso me fez refletir. Será que eu queria isso? Ser…

Señales y el Perdón... así de sencillo...en Español!

Ya hace algún tiempo que sentía que necesitaba escribir sobre el perdón y sobre las señales. Algunos acompañaron mi escoja de quedar en Ecuador… hasta el día que realmente sentí, en el fondo de mi alma, que tenía que regresar. Algunas personas me decían para regresar, y otras me decían… ya llegará su momento… pero yo no sentía…entonces, no quería escuchar… aun quería estar allá.


Fue un día que me desperté y sentí, ok, ahora puedes regresar. Esa fue la primera señal. Era como si mi camino acá se abriera, y delante de aquel horizonte, y un mar de posibilidades, decidí regresar. Y re empezar.. pero para ello, necesitaba perdonar.

Regresé, ahora ya no estaba sola, tenía una nueva compañera, perdón, dos. MI (Maria Isabella) e Lissie (mi perrita, que me sigue hace 4 años.

Tuve fuerza de recomenzar, volver a construir, ahora ya no más con mi marido, pero con mi gran motivación: mi hija. Sentía una fuerza tremenda, sabía que tenía que seguir adelante, que no podría dudar… pues tenía una fuer…

Os sinais e o Perdão! assim de simples... em português!

Faz algum tempo que sentia que precisava escrever sobre o perdão e sinais. Alguns acompanharam minha escolha de ficar no Equador... até o dia que realmente senti no fundo da minha alma que tinha que regressar. Algumas pessoas me falavam para voltar, e outras me diziam... já chegará o seu momento... mas eu não sentia...então, não queria escutar.... ainda queria estar lá.

Foi um dia que me despertei e senti, ok, agora você pode voltar. Esse foi o primeiro sinal. Era como se o meu caminho aqui se abrisse, e diante daquele horizonte, e um mar de possibilidades, decidi voltar. E recomeçar. Mas para isso, precisava perdoar.

Voltei, mas agora, já não mais sozinha, tinha uma nova companheira, perdão, duas. MI (Maria Isabella) e Lissie (minha cachorrinha, que me acompanha há 4 anos).

Tive força de recomeçar, voltar a construir, agora já não mais com meu marido, mas com minha grande motivação: minha filha. Sentia uma força tremenda, sabia que tinha que seguir adiante, que não podia fraquejar.…

Encuentros y Desencuentros

Todo início, un encuentro. Todo fín, un desencuentro. Un dia escuché la historia de um tren. Personas que subían y bajaban en las estaciones. Algunas quedaban en el tren hasta el final de la línea. Otras bajaban en la primera estación. Y era un va que viene, personas que conocíamos, una afinidad única, un aprendizaje maravilloso, pero bajaban pronto. Otras quedaban, observando a la distancia, por la ventana, medio nublada del tren…. Algunos vagones un poco llenos, otros asientos ocupados. Bulla, confusión… otros vacios, soledad, silencio, reflexión.


Mi encuentro con Francisco marcó mi vida. Fue rápido, Lunes: primer encuentro, Miércoles: enamorado. Un mes después, estaba en Ecuador de vacaciones. Tres meses después, casada, viviendo en Ecuador, mi nuevo hogar.

5 años después, mi desencuentro con el también fue rápido. Viernes: un día de planes para el fin de semana, planes que nunca se realizaron. Fue como un tren.. el bajó antes de llegar a mi estación final…

Pero el tren debería segu…

Encontros e desencontros...

Todo início, um encontro. Todo fim, um desencontro. Um dia escutei a história de um trem. Pessoas que subiam e desciam nas estações. Algumas ficavam no trem até o final da linha. Outras desciam na primeira estação. E era um vai e vem, pessoas que conhecíamos, uma afinidade única, um aprendizado maravilhoso, mas desciam na primeira estação. Outras que ficavam, observando à distância, pela janela meio nublada do trem... alguns vagões um pouco lotados, outros assentos ocupados. Barulho, confusão... outros, vazios, solidão, silêncio... reflexão.


O meu encontro com Francisco marcou minha vida. Foi rápido, segunda-feira: primeiro encontro, quarta-feira: apaixonado. Um mês depois, estava no Equador de férias. Três meses depois, casada, morando no Equador, meu novo lar.


5 anos depois, o meu desencontro com ele também foi rápido. Sexta-feira: um dia de planos para o fim de semana, planos que nunca se realizaram. Foi como um trem... ele desceu antes de chegar a minha estação final...


Mas o trem d…

I have a dream...

Como uma história pode ajudar a outra? Um dia tive um sonho: sonhei que deveria escrever um blog.... Desde o inicio eu sabia que tudo isso tinha um significado, embora ainda estivesse na dor, sentia que deveria aprender dela e tirar o sentido de tudo isso. Não entendia por que tudo isso estava acontecendo comigo... o que tinha feito para merecer tanto sofrimento? Estava sendo vitima de uma história em que eu mesma era a personagem central. Foram dias e noites em que me fiz a mesma pergunta... e não tinha resposta. Muitos me diziam, Deus sabe o que faz, tudo tem um sentido, você passou por isso por algo... e nada dessas explicações tinham sentido, eu não merecia passar por esse sofrimento tão profundo....não merecia...
Comecei a ressignificar a história e a tomar as rédeas da minha própria vida. Afinal, de acordo a minha crença, tinha escolhido, antes de encarnar, passar por essa situação, para de uma vez por todas aprender... e pouco a pouco os significados começaram a aparecer. Deus,…

Del otro lado del rio... Siguiendo el curso de la vida....

El encuentro con mi espiritualidad ocurrió en el día que tuve contacto conmigo misma. Vivía en un mundo superficial, decía amar, y realmente amaba, pero no lo sentía con todo mi corazón, con mi alma… Hasta que un día sentí el dolor con todo mi cuerpo y fue a partir de ahí que encontré mi verdadera alegría.Me permití sufrir… caer hasta el fondo. Un día, mi psicóloga, maestra ecuatoriana, quien fue mi guía para encontrar el nuevo camino que se trazaba delante mío, me preguntó: ¿Por qué no te permites sufrir? ¿Por qué hay que mostrar fortaleza cuando en la verdad estás débil? Ese momento fue un choque, me di cuenta que realmente no me permitía sentir con toda la intensidad todo el sentimiento, y todo el dolor. Estaba en un lado del río, donde todo parecía seguro, pero nada era. Tenía el control sobre el curso de un rio que creía se llamaba Fuerza. Era mentira.

Poco a poco, fui sintiendo cosas que no sabía explicar. A los dos días del pasaje de Francisco para otra dimensión, un papelito …

“Un dia a la vez, Hoy estás aqui y yo estoy feliz...”

Cada dia que começo a escrever, as palavras borbulham na minha cabeça. Dor, amor, perda, encontros, desencontros, força, fé, depressão, sofrimento, esperança. Hoje vou divagar sobre as perdas. Afinal sempre pensei que pudesse possuir algo. A perda sempre existe quando o poder toma conta da nossa alma. Quando meu marido morreu, perdi a esperança. Perdi muito, só não perdi tudo porque a minha filha era o maior ganho. Eu achava que possuía tudo o que mais queria. Afinal, TINHA minha filha, TINHA uma linda casa, TINHA um grande marido, TINHA um trabalho desafiador, TINHA meus amigos equatorianos próximos a mim. De repente me vi com tudo isso ao meu redor, mas sem a grande pessoa que me guiou para o Equador. Eu sempre dizia: “estou aqui por você”. E ele me respondia: “No, Pitus (assim ele me chamava), estás aqui por ti misma!!!” Para mim isso não era verdade. Mas ele estava certo. Amava estar lá. Lá também era meu lugar. Assim como aqui também é. Qualquer lugar seria, se eu estivesse bem.

A vida teimando em me dar a mesma lição... Culpa minha ou culpa da vida???

Apego e perda, são duas palavras que sempre andaram juntas na minha vida, não podia admitir estar sem alguém, estar sozinha era uma luta, tinha que sempre estar acompanhada. Durante toda a minha vida procurei a dependência, achando que estar com alguém teria a segurança de que tudo estaria sob controle. Mas a vida teimou em me dar a lição. Como achar que estar sozinha seria bom? Seria impossível acreditar que a solidão traz lindas reflexões. Um dia, sentada no grande pátio da mansão de um amigo, olhando os patos conversando entre eles em um lago, um grande sábio brasileiro, cidadão do mundo, me disse: “Você só será feliz o dia que se sentir bem com você mesma. Tudo vem para melhor. O que rolar vai ser para seguir o caminho que é seu e que você tem que seguir. Não fique angustiada, não espere nada do exterior. Siga teu mestre interior, tome tuas próprias decisões sem se importar com o mundo externo. Através do teus olhos, você vê um lindo mundo.“ Nossa, me lembro dessas palavras até ho…

Antes de regressar pro Brasil... escrevendo mais histórias...

Hace 5 años, en el día que tomé la decisión de venir a Ecuador, escribí un texto (a mi me gusta mucho escribir, no sé si sabían) en que hablaba sobre el poder que sentía en ese momento porque estaba tomando la decisión más difícil de mi vida, dejar mi hogar, mi país, mi familia, trabajo, amigos por vivir una nueva vida con una persona que conocía hacia 4 meses. En el texto, yo decía que tenía el poder de la decisión en mis manos, yo era la única dueña de la historia que quería escribir, tenia la pluma en mis manos para hacerlo, pero necesitaba el papel para iniciar la primera letra. Me refería también a puertas, a las oportunidades que se me presentaban, y que algunas escojas yo no las hice, pero tocaron mi vida, sin que pudiera tener algún control sobre ella. Esas escojas me causaban miedo, inseguridad, pie atrás. Pero también decía que me sentía tranquila porque sabía que haría lo que tenia que ser. Peor seria arrepentirme por no haber hecho, por no haber podido ser feliz por el mie…

A dona da História... um rascunho antes de partir pro Equador

O dono da História é você?


Eu sempre gostei de escrever, mas em muitas cenas da minha vida, eu preferi que outras pessoas escrevessem por mim. Estou falando da minha vida. De escolhas. Portas. Sinto-me feliz em saber que hoje tenho uma caneta nas minhas mãos e que sou a dona da história. Da minha história. Tenho o poder de decisão sobre os meus passos, sobre as palavras que escrevo nesse papel e que por mais erradas que sejam, são as que consegui escrever. A caneta está em meu poder.


Abstrato ou concreto? Certo ou errado? Real ou irreal?


Quando eu falo de portas, quero me referir às diversas oportunidades ou escolhas que batem às nossas porta e que muitas vezes, nos causam insegurança, medo, receio, pé atrás. E que nessas situações, são poucas as vezes que podemos voltar atrás e corrigir o que fizemos de errado (que achávamos que era o certo naquele momento). Mas nesse caso, me sinto tranqüila. Porque eu fiz e era assim que tinha de ser. Pior é aquela situação em que nos arrependemos …

Como tudo começou....

Fazia tanto tempo que as coisas não tinham sentido, até que as respostas começaram a chegar. Essa história começou num lindo dia de sol, em São Paulo, entre uma brasileira, que vos escreve, e um equatoriano, que havia vindo emocionado e cansado a um treinamento. A paixão foi fugaz, tão rápida, que tínhamos a certeza de ter encontrado a pessoa certa. Essa historia de poucos encontros (na verdade 3), de muito amor e muita certeza durou 4 meses. Em 4 meses, ela estava lá, vivendo com ele, em uma nova realidade, uma nova vida, em um novo país. Nossa como foi difícil a adaptação, apesar da certeza desse amor, tinha mudado a vida, e os princípios e o olhar. Era uma nova historia que se escrevia. E era a primeira vez que tinha a certeza de que o caminho era o correto e que tudo viria para melhor.
Após o sim, e a emoção de um casamento realizado em menos de 2 meses, lá estava falando o espanhol, mi amor, mi querido, mi nueva casa, mi nuevo hogar. Yo sabia lo que queria. Era Allá mi lugar.

5 an…