Como tudo começou....

Fazia tanto tempo que as coisas não tinham sentido, até que as respostas começaram a chegar. Essa história começou num lindo dia de sol, em São Paulo, entre uma brasileira, que vos escreve, e um equatoriano, que havia vindo emocionado e cansado a um treinamento. A paixão foi fugaz, tão rápida, que tínhamos a certeza de ter encontrado a pessoa certa. Essa historia de poucos encontros (na verdade 3), de muito amor e muita certeza durou 4 meses. Em 4 meses, ela estava lá, vivendo com ele, em uma nova realidade, uma nova vida, em um novo país. Nossa como foi difícil a adaptação, apesar da certeza desse amor, tinha mudado a vida, e os princípios e o olhar. Era uma nova historia que se escrevia. E era a primeira vez que tinha a certeza de que o caminho era o correto e que tudo viria para melhor.
Após o sim, e a emoção de um casamento realizado em menos de 2 meses, lá estava falando o espanhol, mi amor, mi querido, mi nueva casa, mi nuevo hogar. Yo sabia lo que queria. Era Allá mi lugar.

5 anos depois aqui estava eu de volta, recomeçando. Quantas vezes temos que recomeçar na nossa vida?
Meu marido faleceu com 31 anos, era amante da vida, não suportava ficar em casa, adorava a liberdade e o bem estar. Era responsável, fiel e honesto aos seus próprios princípios. Durante os 4 anos de casados, me ensinou sobre a liberdade, o amor e o não dramaticidade. Eu adorava fazer dramas, e ele adorava as coisas simples.
Nunca pensei que tivesse tanta força para superar as perdas que tive na minha vida, mas descobri que todas as perdas eram a única forma de crescimento e aprendizagem. Era só saber aproveitar o conhecimento que elas traziam e acreditar que tudo na nossa vida era por algo, isso significa que o fato dele ter me deixado com uma filhinha aos dois meses de nascida já tinha sido planejado em algum momento anterior, para que eu pudesse reconhecer a minha força. Como mulher crescida numa cultura machista e paternalista, sempre achei que ter um homem ao meu lado era a única forma de ser feliz e ele me ensinou que a felicidade não esta em ninguém, e sim e nós mesmas. Essa foi sempre a grande lição que tive que aprender na minha vida e por muitos anos cai na mesma cilada. Foi interessante entrar em contato com essa minha realidade. Ao ler o Visão Celestina, entendi que algumas pessoas têm a oportunidade na vida de conhecer a missão, ou seja, entender porque estamos aqui.

Comentários

  1. Assim como os verdadeiros líderes aparecem nos momentos de crise, as forças das pessoas surgem também nas maiores dificuldades! Você é uma mulher forte e acima de tudo cheia de vida! Walk On! Besos

    ResponderExcluir
  2. Carol... O prazer nos adormece. A dor nos acorda. Que seu despertar seja para o Ser que Você É! grande abraço .. mario

    ResponderExcluir
  3. Caso você, nos meandros da nossa paupérrima Psicologia, se interessar, www.nisargadatta-brasil.org Abraços.. mario (do Grupo de Apoio ao Luto)

    ResponderExcluir
  4. Carol.....é lindo a maneira como voce fala da vida, voce faz com que nos emocionamos....Dani.

    ResponderExcluir
  5. Carol
    A mais sábia da consciencia é quando uma pessoa se diz aprendiz, sua mente estará sempre aberta e em crescimento.
    Se você analisar sua história de vida não é comum, olhe só o começo de tudo, que lindo que poético.
    São situações para compartilhar e cumprir seu papel de grande guerreira e vencedora.
    Um abraço com todo meu carinho e admiração.

    ResponderExcluir
  6. Que bom ler o que vc escreve, é um prazer e ao mesmo tempo que lia, sentia o que estava escrito, terno, simples...
    ...admiração pela moça que passa pelo calor que transforma, não queima. Um abraço com carinho. Regina

    ResponderExcluir
  7. Hola Carol no sabia que tenias ese don de escribir la verdad estoy muy contenta porque tu espiritu se siente bien tu estas bien tu te amas en realidad.......Dios te dio una linda bebe y es la fuerza que encontraste para seguir adelante....... Sigue asi amiga querida jamas dejes que nada te derrote y lucha por tus metas siempre de la mano de Dios........ espero verlas pronto besos y bendiciones desde Ecuador Jessenia Martinez

    ResponderExcluir
  8. Parabéns por transformar a dor, traduzi-la em palavras é muito melhor do que deixa-las presas...

    muitas doenças que as pessoas têm são
    poemas presos
    abscessos tumores nódulos pedras são
    palavras
    calcificadas
    poemas sem vazão

    mesmo cravos pretos espinhas cabelo
    encravado
    prisão de ventre poderia um dia ter sido
    poema

    pessoas às vezes adoecem de gostar de palavra
    presa
    palavra boa é palavra líquida
    encorrendo em estado de lágrima

    lágrima é dor derretida
    dor endurecida é tumor
    lágrima é alegria derretida
    alegria endurecida é tumor
    lágrima é raiva derretida
    raiva endurecida é tumor
    lágrima é pessoa derretida
    pessoa endurecida é tumor
    tempo endurecido é tumor
    tempo derretido é poema

    palavra suor é melhor que palavra cravo
    que é melhor que palavra catarro
    que é melhor que palavra bílis
    que é melhor que palavra ferida
    que é melhor que palavra nódulo
    que nem chega perto da palavra tumores internos
    palavra lágrima é melhor
    palavra é melhor
    é melhor poema

    (...)

    Parte da seqüencia "Poema Preso", por Viviane Mosé

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Navegante por esses mares...Caravelas....

O ciclo das rosas