Encontros e desencontros...


Todo início, um encontro. Todo fim, um desencontro. Um dia escutei a história de um trem. Pessoas que subiam e desciam nas estações. Algumas ficavam no trem até o final da linha. Outras desciam na primeira estação. E era um vai e vem, pessoas que conhecíamos, uma afinidade única, um aprendizado maravilhoso, mas desciam na primeira estação. Outras que ficavam, observando à distância, pela janela meio nublada do trem... alguns vagões um pouco lotados, outros assentos ocupados. Barulho, confusão... outros, vazios, solidão, silêncio... reflexão.



O meu encontro com Francisco marcou minha vida. Foi rápido, segunda-feira: primeiro encontro, quarta-feira: apaixonado. Um mês depois, estava no Equador de férias. Três meses depois, casada, morando no Equador, meu novo lar.



5 anos depois, o meu desencontro com ele também foi rápido. Sexta-feira: um dia de planos para o fim de semana, planos que nunca se realizaram. Foi como um trem... ele desceu antes de chegar a minha estação final...



Mas o trem deveria continuar...



Foi a partir daí que comecei a refletir sobre os encontros... e os desencontros... e comecei a observar as relações...



Um dia, um dos meus mestres nessa vida terrena me disse que nós atraímos a energia das pessoas que flue com a nossa própria energia. E são essas pessoas que nós encontramos e se conectam conosco. Elas chegam na hora certa, nos traz aprendizados, situações em que, se estamos preparados, aprendemos. Se não estamos, deixamos passar por alto. Mas sempre estamos nos encontrando e desencontrando.



Aprendi a reconhecer a minha energia, refletir sobre esses encontros e abraçar cada oportunidade de aprendizado. Abri meus olhos para uma vida mais real.



Nos encontramos no próximo vagão....

“O trem que chega

É o mesmo trem da partida

A hora do encontro

É também de despedida

A plataforma dessa estação”

Comentários

  1. Nossa... perfeito... uma vez uma amiga me disse algo q eu nunca esqueci, e vc de certa forma repetiu nesse post: “continue sendo como vc é, pq assim atrairá pessoas q são como vc”...

    Confesso q me identifiquei no q vc escreveu, analisando por exemplo q se vc n tivesse mandado um e-mail de despedida qdo saiu da DTT, e eu n tivesse te add, nós não iríamos manter contato e dificilmente iríamos nos reencontrar... é... a vida é engraçada...

    Complementando a música...

    “A plataforma dessa estação é a vida deste meu lugar, é a vida deste meu lugar, é a vida...”

    E p/ n perder o costume, mto bonita a foto da sua tatoo... ;) rs!

    Besos!!!

    ResponderExcluir
  2. Que perfeito Carol, adorei este desto, devemos deixar os desencontros e ir a novos encontros, pois a vida tem melhor a oferecer....

    ResponderExcluir
  3. Carol, muito bonito, é bom espalhar por aí essa tranquilidade. Você precisa asssitir o filme "Encontros e Desencontros" !!!
    Fabi

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O ciclo das rosas

Navegante por esses mares...Caravelas....