Não por ninguém...

Hoje meu coração foi ferido. Não por ninguém. Mas por mim.


Pétalas caíram da rosa. Mas como rosa, ela se recompõe.

Porque tudo o que existe é flor. Eterno e inspirador como ela. Sua essência exala e inebria, mas acaba.

Não mais rosas no meu jardim. Agora cultivo flores. Não mais flores no meu jardim, agora cultivo árvores.

Elas são mais fortes.

Não quero ser forte, quero ser vida. Quero poder doar tudo aquilo que posso, mas ser cultivada, como aquela flor do pequeno príncipe.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Navegante por esses mares...Caravelas....

O ciclo das rosas